Destaque > Dicas > Estados Unidos > Onde Ficar > Sem categoria

Yosemite Park, California

Por Paula Maluf | 20 julho 2017

O Parque Yosemite pode ser visitado o ano todo e eu visitei no começo do verão.

Localizado nas montanhas da Serra Nevada, no estado da Califórnia, o Yosemite é um dos parques mais cobiçados pelos Americanos.

Muito famoso por suas cachoeiras e granitos gigantes, o parque é um verdadeiro paraíso para quem gosta de natureza e um play ground para quem curte caminhadas ao ar livre.

O parque recebe a visita de cerca de três milhões de visitantes por ano, grande parte somente para ver o vale de Yosemite, mas no parque existem muitas outras atrações como as famosas sequoias gigantes, paredões de granito gigantes, cachoeiras de tirar o folego, plantas raras, além de até poder cruzar com um urso preto!

 

CHEGADA

Logo na entrada do parque você irá receber um jornal com as atividades que estão sendo realizadas naquele mês. Há exposições de arte, aulas de fotografia, diversos lugares para fazer trilhas, caminhadas, escaladas, visualização das estrelas, passeios para ver os pássaros, pescar, atividades na água como rafting, caiaque,  passeio a cavalo, aluguel de bicicletas, teatro para as crianças, esportes de inverno. Enfim, tem atividades para todos os gostos e níveis.

 

DAY TOUR

O parque cobre uma área de 3.081 km², e esta a uma altitude entre os 600 e os 4.000 metros. Por isso, se voce tiver pouco tempo, sugiro no primeiro dia fazer um day tour que passa rapidamente por todos os pontos principais do Parque, assim voce pode ter uma visão geral do que o parque oferece e selecionar o que gosta mais para fazer no dia seguinte (caso tenham somente dois dias inteiros no parque).

Alguns lugares são imperdíveis em uma visita ao Yosemite Park.

Veja quais são:

 

MARIPOSA GROVE

Depois do day tour do primeiro dia, resolvemos conhecer melhor as sequoias gigantes…

O Mariposa Grove é o principal bosque de Sequoias do Yosemite National Park.   Tem um trenzinho que faz um passeio por entre elas mas prefirimos fazer uma trilha a pe de 4km assim podíamos fazer o nosso proprio horario. Vale a pena ficar horas admirando as sequoias gigantes espalhadas pelo parque. Umas formavam tuneis, outras caídas no chão mostravam suas raízes gigantescas, outras estavam queimadas atingidas por raios, outras eram tão gigantes que mal conseguíamos fotografar, outras tinham seu tronco muuuuito gordo, etc.

Impresionante… não só a altura como a largura e a cor avermelhada delas… é de ficar horas admirando.

 

BRIDALVEIL FALL

Um dos primeiros pontos de parada para quem chega no Yosemite, já pertinho do Yosemite Valley, é Bridalveil Fall. A trilha de 800 metros até a cachoeira é bem tranquila e você chega super perto, na base da cachoeira. Ela vai te impressionar com a leveza das águas que despencam de um granito alto imitando um véu. Muita gente sobe nas pedras, mas é preciso cuidado extremo para não escorregar.

 

YOSEMITE VALLEY

Não tem como não fotografar o Yosemite Valley, a principal atração do parque. O vale de Yosemite é o coração verde do Parque.  Um mirante absolutamente espetacular de onde se vê um grande campo sem árvores, com a imponência do El Capitan a sua frente, com seus 900 metros de altitude debruçado sobre o vale do Rio Merced, o Half Dome e a Bridalveil Fall. O cenário é de tirar o fôlego.

 

GLACIER POINT

Outro lugar que adoramos foi o Glacier Point onde fizemos um picnic delicioso com a vista mais concorrida e espetacular do parque. Lá do alto é possível observar todo o Yosemite Valley com direito a três cachoeiras. Pra quem quer uma opção de trilha longa, porém fácil, desça do Glacier Point até o Yosemite Valley pela Panorama Trail. Garantia de vistas de tirar o folego.

 

Half Dome

Do Glacier Point, é possível ver o Half Dome, uma cúpula de granito que está mais de 1.444 metros acima do nível do vale.  Possivelmente a paisagem mais conhecida do parque.

 

Yosemite Falls

Para qualquer lugar que você olhe no vale de Yosemite, verá uma estrondosa cachoeira caindo do topo de uma falésia. A mais conhecida é Yosemite Falls. A Yosemite Falls é um conjunto de três quedas d’água e são as mais altas quedas d’água nos Estados Unidos. Nós não fomos até elas mas sei que para subir até a ultima delas não é nada fácil.

 

LOWER FALL

A cachoeira Lower Fall é maravilhosa além de ser uma das 4 mais altas do mundo. Vale a pena caminhar por 1.6 Km de caminhada (nivel facil) até chegar bem pertinho.  Sua altura impressiona, pena que a agua ja estava bem pouquinha.  A cachoeira é sazonal e costuma secar entre agosto e novembro.

 

TUNNEL VIEW

Deslumbre-se com as grandes paredes de granito, incluindo os monumentos mais emblemáticos do parque, que acompanham este cânion de 13 km.

 

ALUGUE UMA BICICLETA

O Yosemite Valley tem duas ciclovias ótimas para pedalar, uma de 5km que liga a Curry Village até o inicio da trilha do Mirror Lake e um loop de 8km passando pelos principais pontos do vale. A ciclovia é linda e voce pode ir parando para fotografar e conhecer as cachoeiras.

Vale lembrar que é proibido pedalar nas trilhas para caminhada e o que uso das bicicletas é limitado as ciclovias.

 

Esses foram os lugares que visitamos com apenas 2 dias inteiros no parque. Mas como disse anteriormente, é possível ficar no parque por uma semana e fazer varias trilhas e passeios como diferentes.

Caso voce tenha mais tempos, sugiro o seguinte:

 

– ATIVIDADES DE AVENTURA

Fazer rafting e/ou boiacross parece ser um passeio bem gostoso, principalmete para quebrar esse calor do verão.

 

– TRILHAS

Nós estávamos com meus filhos e não fizemos nenhuma trilha longa. Mas há dezenas de opções de trilhas tanto na parte montanhosa de Yosemite quando no vale. Em Yosemite Valley um ônibus local gratuito leva os turistas até vários inícios de trilhas, das mais básicas para qualquer idade até trilhas mais longas para aventureiros.  Segue algumas que pesquisei na internet:

 

Mirror Lake (Lago Espelho) – Moderada

  • Distância de caminhada total: 3.2 Km (ir até o lago e voltar) – 8 Km (volta ao lago)

Como o próprio nome indica, o Mirror Lake é um espelho natural, e no verão, um lugar perfeito para se refrescar. O lago é super bonito e as montanhas em volta deixam o passeio super especial.

Atenção: O lago é sazonal e seca entre agosto e novembro!

 

Vernal Falls e Nevada Falls – Moderada

  • Distância de caminhada total: você pode caminhar de 2.5 Km a 13 Km. Dependendo de onde quer chegar.

Essa é uma das melhores caminhadas para quem quer ter vistas impactantes sem andar tanto (lógico que se você quiser caminhar até o topo da Nevada Falls, terá que encarar 13 Km com uma elevação de 600m, porém a vista do alto da Vernal – um dos melhore lugares do parque para nadar em um dia quente – já é excepcional e a coisa só melhora. Quanto mais caminhar, mais vistas e mais surpresas você terá.

 

Upper Yosemite Falls – Dificil

  • Distância de caminhada total: 11.6 Km

Vistas encantadoras do começo ao fim com direito a banho de cachoeira na nascente. Quem tiver pic pode caminhar mais um pouquinho e subir até o Yosemite Point.

 

Half Dome – Dificil

  • Distância de caminhada total: 26.2 Km
  • Atenção: Para subir o Half Dome é necessário uma permissão especial

Uma das trilhas mais concorridas e espetaculares do parque. São 1475 Km de elevação repletos de visitas sensacionais. O último trecho é feito com ajuda de cabos de aço.

Considerada durante décadas como impossível de escalar dado o declive quase vertical da vertente noroeste e o declive de 45º da face oriental, foi escalada pela primeira vez por um ferreiro de uma localidade próxima do vale de Yosemite, chamado George G. Anderson. Na escalada usou a técnica de instalar grampos de metal nas fendas da rocha e cordas para auxiliar a subida. A primeira ascensão ocorreu em 12 de outubro de 1875.

O topo do Half Dome é relativamente plano e permite aos montanhistas recuperar forças da escalada cansativa. A rota mais fácil e mais comum, escalada anualmente por cerca de 50.000 turistas, chama-se Cable Route e tem 13,5 km de comprimento: consta de cabos e cordas instalados na vertente oriental, com inclinação de 45º. Esta via foi construída em 1919. O montanhista Alex Honnold foi o primeiro a escalar esta montanha sem cordas, em apenas 1h30m.

Para escalar o Half Dome é necessário obter autorização antes de entrar no parque. Há pesadas penas (multas até 5000 dólares ou prisão até 6 meses) para os que tentarem escalar a cúpula de granito sem documento de autorização.

Os raios podem ser um risco para quem se encontre no topo. Em 27 de julho de 1985, cinco montanhistas foram atingidos por um raio, e dois deles morreram.

 

Glacier Point

Embora seja possível dirigir até o Glacier Point, chegar lá a pé é mais bonito e muito mais divertido. A trilha do Glacier Point é a mesma da Vernal & Nevada Falls, só que continua subindo a montanha. A trilha tem 9.6 Km de subida e 15.5 Km no total. E na chegada: algumas das vistas mais lindas do parque!

 

ONDE FICAR

Não tenho duvidas que o melhor lugar para se ficar é DENTRO DO PARQUE pois o parque é muito grande e voce estará mais perto dos lugares que irá visitar.

Ha opções de hospedagem para todos os bolsos dentro do parque mas aconselho a fechar com bastante tempo de antecedência, senão não irá encontrar!

Ponto de visitação importantíssimo para quem visita Yosemite Valley é o histórico The Majestic Yosemite Hotel (chamado antes do início do ano de 2016 de  Ahwahnee Hotel ). Famoso na década de 20, recebeu hóspedes ilustres que se deslumbravam com as maravilhosas paisagens do vale, suas montanhas e cachoeiras. Com influências arquitetônicas no movimento Art Deco, Native American, Oriente Médio, e Arts & Crafts Movement o hotel teve parte do seu projeto restaurado a pouco tempo e é de encher os olhos.

Pé direito alto, lareiras em pedra maciça e vitrais feitos à mão é uma mistura de estilos interessantíssimo.

Quem quiser pode se hospedar no hotel e aproveitar com calma os passeios da região. As vagas são preenchidas com mais de 6 meses de antecedência, então faça sua reserva o quanto antes.

 

QUANDO VISITAR

O Yosemite é uma opção bacana para todas as estações do ano, mas fica especialmente lindo durante a primavera, e comecinho do verão, quando as cachoeiras ainda estão cheias de águas e as plantas continuam verdinhas.

O que esperar de cada estação?

Inverno (entre novembro e março) – Prepare-se para ver um tapetão branco de neve, com direito a cachoeiras com muita água. Vale lembrar que o inverno é a estação das chuvas na Califórnia e você corre o risco de pegar um pé d’água, ou pé de neve. Durante o inverno, muitas das estradas ficam fechadas (Tioga Pass e Glacier Point ficam inacessíveis) e o uso de correntes durante uma eventual nevasca é indispensável.  O comecinho do inverno – final de novembro, é uma época boa para visitar o parque vazio e não tão gelado. Suas fotos ficarão lindas!

 

Primavera (Entre Abril e junho) – Maravilhoso é pouco para descrever o Yosemite durante esta estação. Flores silvestres desabrocham, passarinhos aos montes vem cantar no parque, e as cachoeiras, ainda repletas de água dão um verdadeiro show. O clima ameno é ideal para caminhadas longas, mas a variação de temperatura é grande e o frio no final do dia é terrível.

Verao (entre Julho e setembro) – Com a chegada no verão e das férias escolares, o parque se enche de turistas. Para driblar o calor forte, lagos se transformam em praias, cachoeiras em tobogans e o rio Mercedes se enche de bóias coloridas e de gente sem pressa aproveitando as águas calmas do rio. Para fazer trilhas mais pesadas, saia bem cedo, leve bastante água e abuse do protetor solar.

Outono (entre outubro e novembro) – Com o fim do calor infernal, as folhas começam a mudar de cor dando um colorido todo especial a floresta. Grande parte das cachoeiras e lagos secam. O clima é ideal para caminhadas longas, mas pode esfriar no final do dia. Com sorte você pegará um pouquinho de água nas cachoeiras graças de um chuva ou outra que caia antes da hora.

 

QUANTO TEMPO?

Muita gente passa somente um dia pelo parque, mas sugiro fortemente ficar no minimo dois dias inteiros no parque. Já tive clientes que não queriam ficar nem um dia e acabaram pedindo para ficar 3 quando chegaram no parque! Kkkkk

 

COMO SE LOCOMOVER DENTRO DO PARQUE

De bicicleta:

Como disse anteriormente, há duas ciclovias que passam pelos principais pontos turísticos.

 

De carro:

Carro é uma boa alternativa para transitar entre as áreas mais afastadas do parque e parar em cada um dos mirantes sem pressa. Outra vantagem do carro é a liberdade de mudar de planos a qualquer momento. Na alta temporada, prepare-se para enfrentar estacionamentos lotados, especialmente na área do Yosemite Village.

Obs.: Jamais deixe comidas dentro dos carros. Eles alertam que os ursos arrombam os carros para pegar as comidas, então tome muito cuidado com isso se for deixar o carro estacionado em algum canto.

 

De Shuttle:

O Yosemite tem um sistema excelente e gratuito de transporte interno dentro do Yosemite Valley e El Capitan e algumas opções mais limitadas nas áreas mais afastadas. Esse transporte é extremamente útil durante a alta temporada (quando a circulação de carros no parque é controlada e limitada). As duas linhas mais populares são:

  • Yosemite Valley shuttle: Funciona durante todo o ano das 7:00 as 22:00 e percorre todo o vale, principais pontes de inicio de trilhas e mirantes, lojas, restaurantes e hotéis.
  • El Capitan shuttle: Essa linha opera entre junho e outubro das 9:00 as 18:00 e para nos seguintes pontos. Centro de visitantes do Yosemite Valley, El Capitan e ponte de inicio da trilha “Four Mile”.

 

 

FORA DO PARQUE

Caso voce queira ficar mais tempo pela região, há alguns passeios na redondeza que vale muito serem conhecidos.

Monolake: um gigante salgado lago no meio do deserto. Quase um milagre da natureza! Além da sua imensidão alarmante, o Monolake tem formações calcárias, bem interessantes. As Tufas. Combine uma visita ao Monolake, com uma visita a Bodie, uma cidade fantasma SENSACIONAL.

 

Mammoth Lakes: Lagos maravilhosos, cachoeiras impressionantes e vistas de cair o queixo. As cidades do Ouro – Sonora, Columbia State Park & James Town: Para quem curte história, visitar estas pequenas cidade do ouro na Califórnia é uma viagem de volta ao tempo (com direito a todos os aparatos turísticas atuais, óbvio). Ótimo programa para fazer com crianças.

 

Sequoias National Park & Kings Canyon: A imensidão das Sequoias General vai sem dúvida alguma te impressionar. Imperdível.

 

Comentários

comentários



Paula Maluf

Paula Maluf
Ana Paula Cardoso Maluf, nascida em 1971 em São Paulo é consultora de viagem da agencia Teresa Perez e colunista da radio ConectCar SP RIO FM. Sempre gostou muito de viajar e afirma que é a melhor maneira de se investir o seu dinheiro. Nos últimos anos o avião se tornou sua segunda casa e então ela decidiu dividir suas dicas com seus amigos. Começou com uma novidade no Instagram, falando cada semana de um destino diferente que já foi. Depois veio o facebook e agora o Blog. Aproveitem!!!




Posts mais lidos



Instagram

🇧🇷 Reconhecido em todo o mundo, o Cirque du Soleil tem buscado constantemente evocar a imaginação, invocar sentidos e provocar emoções. Aqui em Montreal está passando o VOLTA e nós fomos conferir! É a história fascinante sobre a liberdade de escolha e a emoção de traçar a sua própria trilha. Nós adoramos a história! Vale a pena conferir! ----- 🇺🇸 Recognized throughout the world, Cirque du Soleil has constantly sought to evoke imagination, invoke senses and provoke emotions. Here in Montreal is passing the VOLTA and we went to check! It's the fascinating story about freedom of choice and the thrill of charting your own trail. We love the story! It is worth checking! #checkincompaulamaluf #paulamalufviagens #canada #montreal #oldport #cirquedusoleil #volta

Uma publicação compartilhada por Check In com Paula Maluf (@checkincompaulamaluf) em



Facebook