Brasil > Curiosidades > Destaque > Dicas > Onde Ficar > Sem categoria

Foz do Iguaçu, Brasil

Por Paula Maluf | 12 agosto 2017

Foz do Iguaçu é visitada por pessoas do mundo todo. Considerada como uma das Sete Novas Maravilhas da Natureza, as cataratas do Rio Iguaçu encanta a todos não somente com o seu visual, mas com as diversas maneiras de apreciá-lo. É possível aprecia-la através de mirantes, de passarelas ou ainda a bordo de ônibus, trem, barco ou helicóptero.

O parque Nacional do Iguaçu faz fronteira com o território argentino e fica localizado ao extremo oeste do Paraná.  São aproximadamente 185 mil hectares no lado brasileiro.

As cataratas são formadas pelo Rio Iguaçu, que percorre 1320 km até sua foz, na cidade de Foz do Iguaçu, fazendo fronteira com a Argentina. Faltando 18 km para se juntar ao Rio Paraná, o Iguaçu vence um desnível que se precipita em aproximadamente 275 quedas de 65 metros de altura em média, uma vazão média de 1500 m³ por segundo, numa largura de 2.780 metros.

É importante que voce visite os dois lados, tanto brasileiro quanto argentino, para não perder nenhum detalhe. Sem contar que cada um tem sua característica.

 

PARQUE NACIONAL IGUAÇU – Cataratas Lado Brasileiro

Aqui o passeio começa de ônibus, que te leva até um estacionamento. Já do estacionamento é possível escutar o barulho das quedas d’agua. Só com o barulho já é de se arrepiar! Não demora muito para chegar diante de um panorama maravilhoso das cataratas.

A passarela panorâmica tem 1.200 metros de extensão e paisagens de tirar o fôlego. Por ali ficam os mirantes – no primeiro, quatis e borboletas dividem a atenção com o Salto Floriano, ponto onde as águas atingem grande vazão e chegam a causar vertigens. No segundo, as quedas são descortinadas por ângulos bastante abrangentes. Ha tambem um elevador panorâmico ligando a base das quedas ao nível superior do rio.

Além das cataratas, o parque abriga ainda diversas espécies de plantas e aves. São figueiras, ipês, pinheiros, bromélias e orquídeas, além de tucanos, araras e papagaios que conferem ainda mais cores à paisagem.

E assim é o lado Brasileiro, com vários mirantes para poder ter uma ideia da grandiosidade que são as cataratas.

O passeio pode levar somente um par de horas mas se voce gosta de esportes na natureza pode aproveitar 11 km de trilhas em meio à mata atlântica e uma série de atividades de aventura, como rapel, arvorismo e rafting no Rio Iguaçu.

 

Macuco Safari

Ainda do lado brasileiro das cataratas, dentro do próprio Parque Nacional do Iguaçu, recomendo muito fazer o passeio chamado Macuco Safari, uma combinação de aventura e emoção! Adrenalina pura (fique tranquilo, pois a empresa responsável tem todas as certificações de segurança necessárias e sua experiência tem tudo para ser positiva)!!!

O passeio feito em botes permite apreciar as cataratas de um ângulo especial – do nível do rio.

O passeio tem duração de duas horas. Com um bote, voce sobe o rio contra a correnteza até chegar bem perto da queda das cataratas. Daí então o piloto posiciona o barco bem embaixo de uma das quedas para que voce possa sentir o melhor banho de cachoeira da vida. Consegue imaginar ver as cataratas de baixo? Agora se prepare para guardar as maquinas fotográficas e ficar bem molhado! Se for verão, vá de roupa de banho, mas se for inverno, leve uma capa de chuva.

Do lado argentino das Cataratas é possível fazer um passeio de aventura bem parecido.

 

PARQUE NACIONAL IGUAZÚ – Cataratas Lado Argentina

Os limites do parque estendem-se até a Argentina, onde ficam outros 67 mil hectares. Lá, o meio de transporte é o trem que leva a dois circuitos – o Inferior, com 1.700 metros e passarelas que seguem junto às quedas até o nível d´água; e o Superior, com 650 metros e pontes suspensas que revelam uma visão completa do conjunto das cataratas. Os dois roteiros terminam à beira da maior e mais emocionante das quedas: a Garganta do Diabo.

A Garganta do Diabo é o maior salto e com maior volume de água das cataratas. Com 90 metros de altura, é um dos cartões-postais da região.   Lá é possível se impressionar vendo a vazão de cinco milhões de litros de água caindo por segundo. O impacto da água é tão forte que levanta um “spray” que irá te encharca em questão de poucos minutos. É tão impressionante a quantidade de agua e o barulho que voce ficará horas admirando a queda, que é realmente impactante.

O passeio costuma levar um dia inteiro, mas se voce ainda tiver disposição, vale a pena parar na volta no Duty Free Shop, bem ao lado da aduana, onde há bons preços nos eletrônicos e nas bebidas.

 

Aventura Nautica

A atividade – similar ao Macuco Safari –  é realizada no lado argentino das cataratas. O passeio tem manobras mais radicais e as lanchas chegam bem pertinho de duas quedas. Para dar um plus no programa, opte pelo roteiro Gran Aventura, com direito a tour de jipe pela mata da entrada do parque até o ponto de embarque das lanchas.

 

PASSEIO DE HELICOPTERO

Para ter uma ideia ainda mais ampla do tamanho de uma das sete maravilhas naturais do mundo, sugiro o passeio de Helicóptero.   É um investimento que voce jamais esquecerá. Você verá que vale a pena.

O passeio de helicóptero sai do Parque Nacional do Iguaçu e demora apenas 10 minutos. O tempo é curto mas os cenários avistados a bordo de um helicóptero sobre as cascatas são impressionantes. Do alto, a grandiosidade das quedas fica ainda mais evidente. Há ainda a opção de voos mais longos, com 35 minutos de duração, sobrevoando também a Usina de Itaipu, o Centro de Foz e o Monumento das Três Fronteiras.

 

VISITA NOTURNA

Uma vez por mês tem uma visita noturna às Cataratas do Iguaçu, sempre em noite de lua cheia. No lado brasileiro, o turista acessa as passarelas e pode jantar no restaurante Porto Canoas. Informações: (45) 3521-4443. Já no lado argentino, o trem parte do Centro de Visitantes até a Estação Garganta do Diabo. É possível jantar no restaurante La Selva. Informações pelos telefones: 54-3757-491-469 / 491-470. Ou pelo email: reservas@iguazuargentina.com.

 

Comparando…

Não tem como comparar os dois lados das cataratas, cada um tem o seu “poder de sedução”. Os visuais são totalmente diferentes.

Do lado do Brasil, é possível ver a grandiosidade das cataratas. O visual panorâmico é inesquecível.

Já do lado argentino, voce consegue se surpreender com o volume de agua que tem nas cataratas. O lado argentino é mais rústico que o brasileiro, com mais trilhas para caminhadas.

Se ficar em dúvida em qual visitar, visite os dois e decida por si próprio qual deles é o melhor.

 

ALEM DAS CATARATAS…

Hidrelétrica De Itaipu

Imperdível também em Foz do Iguaçu é a visita a Usina Hidrelétrica de Itaipu, com 2,5 quilômetros de extensão e 196m de altura. Considerada como a maior geradora de energia limpa e renovável do planeta, ela pode ser explorada em detalhes com vários tipos de passeios.

A Usina fica situada no Rio Paraná na fronteira entre o Brasil e o Paraguai.

A visita panorâmica é muito bacana e dá uma visão geral de todos os principais pontos da Usina e do reservatório que abastece Itaipu. Tem mirantes, além da gigantesca barragem. Além disso, há o reservatório de 1.350 km². Este passeio é feito em um ônibus de dois andares, acompanhado de guias turísticos, por cerca de duas horas de passeio.

É possível, também, fazer o passeio de barco chamado de “Porto Kattamaram”, que passa por todo o lago de Itaipu. Uma experiência bem legal. O passeio dura 1h30, com saídas diárias às 12h30, 15h e 17h30 – na última você pode observar o pôr do sol. Nas noites de sexta-feira e sábado há saídas especiais, com jantar, após a visita noturna. A embarcação, de dois andares e equipada com bar americano e solário, sai do Porto Kattamaram, dentro da Usina Hidrelétrica de Itaipu, e passa ao lado da barragem.

Tem também a Visita Noturna (somente às sextas e sábados), quando toda a estrutura da barragem é iluminada em um projetado assinado por Peter Gasper e acompanhado por música.

 

Parque das Aves

Localizado a 500m do Parque Nacional do Iguaçu, o Parque das Aves é um passeio bem divertido para fazer com as crianças.

O parque é super novo, foi criado em 1994 com a proposta de oferecer condições de preservação ambiental e reprodução de animais. Possui uma área de 17 hectares de mata nativa, onde é possível conhecer os viveiros de aves tropicais raras e coloridas. Habitats naturais, como os do Pantanal e da Floresta Amazônica, foram recriados e abrigam papagaios, araras, emas, tucanos, flamingos e garças, além de jacarés, serpentes e tartarugas. Em um borboletário estão abrigadas 15 espécies de borboletas.

Atualmente o parque tem aproximadamente 1.100 aves de 140 espécies. As aves brasileiras predominam, porém espécies da África, Ásia e Austrália estão representadas.

É possível entrar dentro dos viveiros e ver bem de perto alguns pássaros. Voos rasantes sobre a sua cabeça é normal! O ponto alto é a visita ao viveiro das araras-azuis, que pousam nos nossos ombros e dos tucanos, que parecem esperar voce fazer um carinho.

 

 

Marco das 3 Fronteiras

No ponto em que fazem fronteira comum, Brasil, Argentina e Paraguai estabeleceram seus limites territoriais e selaram uma integração ao construir obeliscos que passaram a ser chamados de Marco das Três Fronteiras. Cada qual tem um formato diferente e é pintado com as cores do respectivo país.

O marco brasileiro tem forma de pirâmide e seu mirante proporciona uma das mais belas visões da região, com vista panorâmica dos três países, podendo observar o encontro dos Rios Iguaçu e Paraná.

 

COMPRAS?

Compras no Paraguai

A proximidade com o Paraguai aguça bastante a vontade de comprar um produto que costuma ser mais barato no exterior. Sendo assim, basta atravessar as fronteiras para os países vizinhos para notar ótimas oportunidades de negócio.

Os baixos impostos cobrados no Paraguai em relação ao Brasil fazem com que muita gente viaje até Foz e siga à “Ciudad del Este” em busca de boas ofertas. Claro que os valores não são vantajosos como em Miami, por exemplo, mas, desde que a cotação do dólar colabore, certamente são melhores do que no Brasil. A procedência, no entanto, pode ser duvidosa, por isso é importante escolher bem onde comprar.

Os pagamentos nas lojas podem ser feitos em dólar, real, guarani ou peso argentino – mas é claro que tudo depende do estabelecimento. O mais indicado é pagar em dólar ou real, quando o câmbio não estiver muito desfavorável. Cartões de crédito também são aceitos, porém verifique se a loja é confiável.

 

Compras na Argentina

O Duty Free de Puerto Iguazú, na Argentina, é bem bonito. Para que os preços fiquem ainda mais atrativos, é necessário que o dólar não esteja muito alto. Mesmo assim sempre tem muita gente gastando. O local oferece bons preços para chocolates, bebidas alcoólicas, perfumes, cosméticos, óculos, roupas, entre outros. Uma dica é evitar visitar o local à noite, quando está lotado!

Apesar de o free shop ficar antes da alfândega, é preciso estar com RG ou passaporte para fazer compras. O lugar tem transporte gratuito partindo de alguns hotéis em Foz garantindo, assim, uma boa facilidade aos brasileiros.

 

E MAIS…

Visitar Puerto Iguazu

A cidade de Puerto Iguazú ganha destaque por sua vida noturna, que é uma ótima opção para quem curte uma programação mais tranquila. No período noturno é possível encontrar uma grande variedade de restaurantes, bares e cafés, que servem ótimas refeições a um preço mais em conta do que no Brasil.

Entre os pontos de interesse da cidade estão a Feirinha, onde se compram bons queijos e azeitonas, e o novo Shopping Punto Iguazú. Como estamos tratando de Argentina, não deixe de experimentar uma deliciosa carne – uma das grandes especialidades de nosso país vizinho – e de comprar alfajores com doce de leite.

 

Cassino Iguazú

O cassino do Iguazú Grand Resort & Casino é um dos locais mais procurados na noite. O lugar fica na Argentina sim, mas a proximidade com Foz é tão grande que não impede ninguém de conhecê-lo e apostar algumas fichas. O cassino, inclusive, oferece transporte gratuito, favorecendo ainda mais quem está sem carro e se hospeda em Foz do Iguaçu.

 

Templo Budista

A suntuosidade do espaço ocupado pelo Templo Budista atrai adeptos de religiões diversas. São 2,5 mil metros quadrados de área repleta de jardins decorados com dezenas de estátuas de divindades. A de Buda é a maior delas, com sete metros de altura. No interior do templo, as almofadas vermelhas convidam à meditação. Já a sacada funciona como um mirante, descortinando o rio Paraná, a Ponte da Amizade, o centro de Ciudad del Este e parte de Foz do Iguaçu.

 

Mesquita Omar IBN AL-Khatab

A comunidade islâmica de Foz do Iguaçu inaugurou a mesquita em 1983. Com 600 m² de área construída, abriga um uma sala oval de 400m² – suntuosa, é ornamentada com arabescos, figuras geométricas em desenhos perfeitos e unificados. A arte é abstrata e a arquitetura é de caráter religioso em sua maior parte. Chamam a atenção os minaretes, torres que circundam a mesquita.

 

ONDE FICAR?

Belmond: Hotel das Cataratas

O Hotel Belmond fica exatamente na frente para as espetaculares Cataratas do Iguaçu, dentro do Parque Nacional do Iguaçu. Conta com quadra de tênis, além de uma belíssima piscina ao ar livre. O mais bacana, mesmo, é a proximidade com as lindas quedas d’água. Experimente observar o pôr do sol!

 

QUANDO?

A primeira coisa a fazer antes de programar uma viagem a Foz do Iguaçu é pensar também na maneira que você prefere encontrar as Cataratas. Se a ideia é ver as quedas d’água em seu potencial máximo e com muito volume, vá no verão; se, ao contrário, você prefere ver a beleza de quedas d’água mais definidas, o melhor é ir no inverno. Se não puder escolher a data da viagem, não se preocupe: as Cataratas são um espetáculo incrível o ano inteiro.

 

DICAS: 

Protetor solar e repelente

Lembre-se que você vai estar, na maioria do tempo, rodeado de áreas com mata. Por isso, muitos insetos naturalmente costumam aparecer. Os repelentes são muito úteis nestes casos, mesmo em dias frios. Além disso, caso você viaje em período de calor, não esqueça do protetor solar. A temperatura costuma subir muito em Foz.

 

Use sempre roupas confortáveis

Entenda que na grande maioria dos pontos turísticos você vai sempre precisar caminhar, seja dentro do Parque das Aves ou para conhecer as Cataratas, por exemplo. Para apreciar todas as áreas sem problemas, é muito importante estar com roupas que te deixem confortável. Tênis e bermuda são sempre ótimas opções.

 

Não esqueça dos documentos

Se você tem a intenção de conhecer um pouco de Argentina e/ou Paraguai, não se esqueça de estar com seu RG ou passaporte original válido. Estes documentos são solicitados a todos que querem passar pela fronteira. Uma busca é feita na alfândega e, após alguns minutos de espera, geralmente o acesso é liberado.

 

Pesos argentinos

No caso da sua viagem se estender a alguma cidade da Argentina ou Paraguai, considere comprar pesos em Foz do Iguaçu, que tem uma cotação muito melhor que a terra do tango.

 

Capas de chuva podem ser úteis

Apesar de ser uma experiência impressionante, nem todo mundo está disposto a ficar molhado com as gotículas espalhadas pelo vento vindas das quedas d’água das Cataratas. Portanto, se sua intenção é continuar seco, compre uma capa de chuva ou leve de casa. Cuidado com o celular no bolso, pois é possível que molhe!

Comentários

comentários



Paula Maluf

Paula Maluf
Ana Paula Cardoso Maluf, nascida em 1971 em São Paulo é consultora de viagem da agencia Teresa Perez e colunista da radio ConectCar SP RIO FM. Sempre gostou muito de viajar e afirma que é a melhor maneira de se investir o seu dinheiro. Nos últimos anos o avião se tornou sua segunda casa e então ela decidiu dividir suas dicas com seus amigos. Começou com uma novidade no Instagram, falando cada semana de um destino diferente que já foi. Depois veio o facebook e agora o Blog. Aproveitem!!!




Posts mais lidos



Instagram

🇧🇷 Reconhecido em todo o mundo, o Cirque du Soleil tem buscado constantemente evocar a imaginação, invocar sentidos e provocar emoções. Aqui em Montreal está passando o VOLTA e nós fomos conferir! É a história fascinante sobre a liberdade de escolha e a emoção de traçar a sua própria trilha. Nós adoramos a história! Vale a pena conferir! ----- 🇺🇸 Recognized throughout the world, Cirque du Soleil has constantly sought to evoke imagination, invoke senses and provoke emotions. Here in Montreal is passing the VOLTA and we went to check! It's the fascinating story about freedom of choice and the thrill of charting your own trail. We love the story! It is worth checking! #checkincompaulamaluf #paulamalufviagens #canada #montreal #oldport #cirquedusoleil #volta

Uma publicação compartilhada por Check In com Paula Maluf (@checkincompaulamaluf) em



Facebook