Curiosidades > Destaque > Dicas > Índia > Sem categoria

Delhi, India

Por Paula Maluf | 26 agosto 2017

Fiz essa viagem a Índia em 2014 com mais 5 amigas muito queridas!

Começamos a viagem em Delhi, depois fomos para o Rajastão, Agra e Varanasi.

Délhi (também escrito “Déli” em português) é a segunda maior cidade da Índia, atrás apenas de Mumbai. Com uma população de 16,3 milhões de habitantes, é a oitava maior cidade do mundo.

Situada no norte do País, ela é composta de duas partes – Old Delhi (Velha Délhi), a caótica cidade antiga, e New Delhi (Nova Délhi), construída pelos britânicos como a sede do seu governo colonial na Índia.  Nova Délhi é a capital da Índia.

 

Velha Délhi (Old Delhi) foi fundada no ano 1639 com o nome “Shahjahanabad”. A parte antiga da cidade ainda é o coração simbólico da cidade, com ruas e vielas que estão sempre cheias de uma de pessoas e veículos.

Nova Délhi (New Delhi), foi construída em 1931 pelos britânicos. Suas avenidas são largas e arborizadas e são muito mais tranquilas que as ruas de Velha Délhi.

Esses dois lados da cidade são muito diferentes – e vale a pena conhecer os dois.

 

A parte turística de Delhi pode ser dividida em três grandes áreas:

  • Old Delhi: Mercados antigos, Forte Vermelho, mesquita Jama Masid e muito mais.
  • Connaught Place e arredores: Aqui estão os prédios do governo, o museu de Gandhi e vários templos e mausoléus interessantes.
  • Afastados do centro: No sul da cidade e afastados do centro você encontrará o templo de Lotus, o Qutub Minar (imperdível!) e o Mehrauli Archaeological Park.

 

OLD DELHI

Old Delhi é uma das regiões mais bagunçadas, mais animadas e mais interessantes de Delhi. Um lugar que vai despertar todos os seus sentidos e te preparar para suas próximas paradas na Índia. Ali estão alguns dos principais cartões postais de Nova Delhi como o Forte Vermelho, a maior e mais impressionante mesquita do país a Jama Masjid e um mercado colorido e hiper movimentado o Chandni Chowk.

 

FORTE VERMELHO

O Forte vermelho é um conjunto monumental de fortificações em Deli e um grande exemplo da arquitetura indiana. Construído pelo Grão-Mogol Shah Jahan entre 1636 e 1648, foi utilizado pelos ingleses durante a colonização. O Forte é protegido por uma muralha de altura variável entre 16m e 33m e com 2,5 km de comprimento e atrai milhões de visitantes todos os anos. No seu interior existem diversos edifícios administrativos, pavilhões e mesquitas construídos em mármore e já chegou a abrigar 11 palácios dentro de seus muros.

Diz o Wikipédia que um viajante do século 17 descreveu o Forte Vermelho como uma maravilha superior às prometidas no paraíso. Na minha opinião, ou as atrações turísticas antigamente eram muito ruins ou esse cara se surpreendia muito facilmente. Kkkkk. Não estou dizendo que o Forte seja ruim ou não valha a pena visitar, mas eu acho que ele é muito menos interessante que os fortes do Rajastão, por exemplo.

 

JAMA MASJID (Old Delhi)

Localizada no coração de Old Delhi fica a maior mesquita da Índia chamada Jama Masjid.

A mesquita foi idéia do Imperador Mongol Shah Jahan, construtor do Taj Mahal, e ficou pronta em 1656.

A mesquita está localizada em uma pequena colina ha um metro e meio acima do solo e seu chão é coberto com mármore branco e preto, imitando o livro de preces muçulmano.

Suas três cúpulas em mármore preto e branco e os dois minaretes são imponentes. Eles são avistados depois que se sobe uma grande escadaria em arenito que leva a um arco central. Do lado de fora não dá para imaginar a beleza do que se vai encontrar dentro dos muros.

O pátio interno da mesquita pode acomodar cerca de 25 mil peregrinos . Ela também é guardiã de várias relíquias importantes para os muçulmanos , que ficam guardadas em uma sala no Portão Norte, incluindo uma antiga cópia do Alcorão escrito em pele de alce.

A Mesquita tem cerca de 80 metros de altura e 27 metros de largura . Seu telhado é feito com 3 duomos alternando mármore branco e preto e a parte mais alta é coberta de ouro. Os dois minaretes (torres ao lado das construções árabes) , construidos em mármore e pedra vermelha, tem 41 metros de altura , cada um e 130 degraus internamente.

Visitar esse local é mergulhar na tradição e cultura de um povo milenar.

 

Passeio de Rickshaw por Old Deli

Vale muito a pena fazer um passeio de Rickshw pelas ruas estreitas de Old Delhi. Em suas ruas estreitas estão todos os tipos de mercados, lojas, barbearias, etc. Esse caos da uma mostra de como tem sido agitada a vida ao longo de séculos e séculos de história. Às vezes os olhos não conseguem acreditar no que estão vendo. São intensas as marcas da pobreza. No entanto, cores fortes ajudam a manter a dignidade.

 

DELHI

COMPLEXO HUMAYUN

Conhecido como o Taj Mahal de Dehi, este bonito complexo de templos e mausoléus é um dos lugares mais bonitos da cidade. Tire pelo menos 2-3 horas para conhecer o complexo com calma e se aventurar por seus pequenos templos. E pra quem quer se afastar das multidões e tirar fotos quase desertas, a dica é percorrer a parte de trás do templo, linda e umas 50 vezes menos visitada que a parte central.

 

TUMBA DE HUMAYUN

A Tumba de Humayun é patrimônio mundial da UNESCO. O túmulo extravagante do imperador Humayun foi construído em 1569-1570 e é um dos principais pontos turísticos da cidade.

 

COMPLEXO ISA KHAN

Uma mesquita e uma tumba octogonal, construída no estilo Sur estão colocadas no complexo murado de Isa Khan.

Tumba de Isa Khan

Uma inscrição encontrada emu ma laje de arenito vermelho indicou que o tumulo é de Masnad Ali Isa Khan, filho de Niyaz Aghwan, o camareiro chefe do Imperador e foi construido durante o reinado do Islã Shah, filho de Sher Shah Suri, em 1547-48.

 

Mesquita De Khan

A mesquita esta localizada a sudoeste do portão principal do Mausoléu e a construção é datado entre 1560 e 1567.

 

RAJ GHAT

Localizado nas margens do rio Yamuna, em Nova Déli, está o memorial Raj Ghat, onde Mahatma Gandhi foi cremado em 31 de janeiro de 1948 e onde parte de suas cinzas foram depositadas. O memorial é uma plataforma de mármore negro, sobre a qual está colocada uma chama eterna. O memorial é um cantinho de muita paz e muita reflexão e que vive repleto de flores.

 

ARREDORES DE DELHI

 TEMPLO DE LOTUS

Um dos templos mais famosos de Nova Délhi é o Templo de Lótus (Lotus Temple). Ele foi construído na forma de uma flor de lótus, flor extremamente bonita e símbolo de pureza que está inseparavelmente associada à adoração e à religião na Índia, e pertence a uma religião chamada Baha’i.  Esta religião não é indiana, nasceu na Pérsia nos anos 1800, e hoje em dia tem seguidores no mundo inteiro.  O tempo de Lotus é diferente de todos os templos da Índia, um templo super moderno. Um lugar bem legal pra quem quer relaxar e/ou meditar.

 

QUTAB MINAR

Qutab Minar é um conjunto de monumentos e edifícios sendo a maioria dos anos 1200 e 1300 e outros ainda mais antigos.  O mais famoso é o minarete Qutb Minar, também patrimônio mundial da UNESCO muito bem preservado; a sua construção foi comissionada por um imperador muçulmano de Délhi em 1199.  O pilar de ferro que fica perto é muito famoso também, por ter uma composição especialmente resistente à ferrugem – há indicações de que foi originalmente erigido em outro local por volta do ano 400, e transferido aqui uns 600-700 anos depois.

Vale caminhar com calma, buscar detalhes e restos de esculturas no meio das ruínas e brincar de se perder pelo sítio arqueológico.

 

Mais pra frente conto sobre os outros lugares MARAVILHOSOS da India!

Comentários

comentários



Paula Maluf

Paula Maluf
Ana Paula Cardoso Maluf, nascida em 1971 em São Paulo é consultora de viagem da agencia Teresa Perez e colunista da radio ConectCar SP RIO FM. Sempre gostou muito de viajar e afirma que é a melhor maneira de se investir o seu dinheiro. Nos últimos anos o avião se tornou sua segunda casa e então ela decidiu dividir suas dicas com seus amigos. Começou com uma novidade no Instagram, falando cada semana de um destino diferente que já foi. Depois veio o facebook e agora o Blog. Aproveitem!!!




Posts mais lidos



Instagram

🇧🇷 Reconhecido em todo o mundo, o Cirque du Soleil tem buscado constantemente evocar a imaginação, invocar sentidos e provocar emoções. Aqui em Montreal está passando o VOLTA e nós fomos conferir! É a história fascinante sobre a liberdade de escolha e a emoção de traçar a sua própria trilha. Nós adoramos a história! Vale a pena conferir! ----- 🇺🇸 Recognized throughout the world, Cirque du Soleil has constantly sought to evoke imagination, invoke senses and provoke emotions. Here in Montreal is passing the VOLTA and we went to check! It's the fascinating story about freedom of choice and the thrill of charting your own trail. We love the story! It is worth checking! #checkincompaulamaluf #paulamalufviagens #canada #montreal #oldport #cirquedusoleil #volta

Uma publicação compartilhada por Check In com Paula Maluf (@checkincompaulamaluf) em



Facebook