Áustria > Destaque > Dicas > França > Itália > Onde Ficar > Sem categoria > Suíça

Estações de Ski na Europa

Por Paula Maluf | 07 outubro 2017

Durante essa semana estamos tendo a “Ski Week”, ou seja, treinamentos todos os dias sobre as estações de ski na América do Norte e na Europa. Sempre tem detalhes novos para se conhecer. Pensando em ajudar voce a escolher a sua estação de ski perfeita na Europa, eu e a Teresa Perez Tours fizemos uma pesquisa sobre as mais procuradas. Vejam:

 

FRANÇA

COURCHEVEL – França

Vamos começar nossa comparação com a preferida dos famosos? Courchevel, na França, é um destino super sofisticado e exclusivo. Ele tem alta concentração de hotéis de luxo e restaurantes estrelados.

Courchevel faz parte de “Les Trois Vallées”, ou Os Três Vales, são os vales para esquiar e que engloba as montanhas de Courchevel, Meribel e Val Thorens, interligadas pelo mesmo sistema de elevação. Um paraíso para esquiadores que gostam de conhecer pistas novas todos os dias. São 600km de pistas e 143 lifts entre 1.100m a 3.230m de altitude.

Quanto as pistas, iniciantes encontrarão longas pistas verdes e azuis como a Jardin Alpin, Plan Mugnier e The Pyramide. Intermediários tem muitas opções com destaque a trilha “Park City”, e experts podem se aventurar nas muitas pistas pretas como Jean Blanc, ou a The Ugly Sisters, graduada como preta, mas em muitas partes deveria ser classificada como “fora de escala”. As pistas são muito bem cuidadas, com canhões de cobrindo cerca de 45% da área esquiável.

A estação de Courchevel se espalha por 5 vilas ski-in/ski-out, de acordo com a sua altitude : Courchevel 1850, Courchevel 1650, Courchevel 1550, Courchevel 1300(Praz) e Courchevel 1100(Saint-Bon).

Em Saint-Bon (Courchevel 1100) e no Praz (Courchevel 1300) sinta-se tomado pela atmosfera tradicional das ruelas destas comunidades montanhesas, apreciando a sua alma de vilarejo, marcada por um toque de efervescência turística em uma combinação perfeita! Em Courchevel 1550 você terá a escolha entre o ambiente dos chalés e o centro, mais residencial. Acesso rápido assegurado, das alturas do complexo esquiável até as mais belas descidas de esqui na floresta.
Em Courchevel 1650, chamada Courchevel Moriond, você será tomado pela qualidade da luz solar. Ambiente jovem e familiar, com toda a sedução de uma oferta muito diversificada.
Em Courchevel 1850, atingi-se o coração da estação que há 60 anos não parou de evoluir, oferecendo atualmente: inigualável hospedagem de

primeira categoria, uma gama de serviços personalizados e um comércio variado com a presença das maiores marcas de luxo.

80% dos Hoteis de Courchevel são ski in/out, variando o nível das pistas de acesso aos hotéis.

 

Além do ski, a estação oferece snowboard, snowmobile, snowshoeing, paragliding, balonismo, tobogã.

Para os pequenos, há os “Villages des Enfants” que foram especialmente criados para iniciar as crianças no esporte. A partir de 1 ano e meio de idade, eles poderão começar a sua prática do esqui com monitores especialmente formados para atendê-los. Os Villages também possuem uma creche que oferece inúmeras animações e atividades para todos. Tudo está reunido em um mesmo local, para facilitar para os pais.

Para depois do ski, Courchevel 1850 é aonde se concentram os lugares mais badalados. Restaurantes, bares, boutiques de luxo, galerias de arte, cinemas, clubes de bridge. Discotecas Les Caves e La Grange em C 1850 e Le Club em C 1650.

Como Chegar:
Para chegar em Courchevel sao 2 horas do Aeroporto de Lyon: 2h15 do Aeroporto de Genebra (140Km) e 30 minutos do Aeroporto de Moûtiers.

 

MERIBEL – França

Méribel, é uma das estações que junto com Courchevel a leste e Val Thorens a oeste, formam a região dos 3 Valees.

Com sua arquitetura formada por chalés construídos em madeira e pedra, remetendo às sua tradições, Méribel conta com vários restaurantes que servem gastronomia francesa com toques regionais. Para quem aprecia queijos, uma parada no La Fromagerie Chez Fromton é obrigatória, serve fondues e raclettes excelentes. Vários bares e nightclubs tornam a vida nortuna bem festiva na estação.

A cidade oferece Restaurantes, bares, boutiques, discotecas, cinema, boliche.

São 150 km de pistas, muitas delas para intermediários. Para os experts, a legendária Les Bosses e a área fora de pista Mt. Vallon são destaques. A região inteira de 3 Vallées conta com mais de 600km de pistas, você pode esquiar na estação por semanas e não repetir mesmo local novamente.

Méribel tem 4 vilas em diferentes níveis de altitude.

-Méribel Mottaret localizada à 1.800 m é uma pequena vila ski-in/ski-out.
-O centro principal de Méribel à 1.600m conta com a maior parte das acomodações, lojas, restaurantes e vida noturna.
-Méribel Village à 1.400m é uma vila pequena e calma
-Les Allues, à 1.100m que outrora foi a original Méribel.

Outras Atividades atém do ski são o snowboard, trenós puxados por cães, snowshoeing, paragliding, heliski, balonismo, cross-country skiing

Para as crianças: Les Saturnins, no centro olímpico, cuida das crianças entre 18 meses à 5 anos, com atividades variadas, inclusive aulas de ski.

Como Chegar:
Aeroporto Chambery: 95km – 1,30 h de carro

 

VAL THORENS

Val Thorens é a Terceira parte da área de 3 Vallées, com acesso a 600km de pistas, 497 pistas individuais, e 200 ski lifts. Com passe apropriado, se tem acesso aos resorts de Courchevel, La Tania, Les Menuires, Méribel e Saint Martin de Belleville. Por estar em alta altitude, tem neve garantida de novembro a maio.

Além do ski, Val Thorens conta com mais de 130 restaurantes e bares, lojas, cinema, boliches e discotecas.

Enquanto iniciantes encontram pistas suaves ao redor do resort, intermediários e experts encontram a maioria das opções de pistas, com destaque para Peclet, Chavière e Cîme de Caron.

Além do ski, o resort oferece ainda: esqui alpino, cross country esqui, trekking, escalada, motos para neve, snowboard e caminhadas, snowmobile, snowshoeing, paragliding, sledding. A estação também possui pistas específicas para escorregar na neve de tobogã.

Como Chegar:
Aeroporto Genebra: 160km – 2h de carro
Aeroporto de Lyon: 200km – 2.15 h de carro

 

MEGEVE – França

Megève, na França, foi originalmente planejada em 1920 como uma 2º opção a St. Moritz. Um pequeno vilarejo, rústico e sofisticado com genuína atmosfera francesa. Um destino excelente para férias em família. A paisagem é deslumbrante, e tem como pano de fundo o Mont Blanc.

Megève é considerada um dos resorts de neve mais belos no mundo, suas ruelas e becos são cercados de boutiques de grife, cafés e delicatessens, o único transporte por lá são carruagens. O après-ski é animado, contando com sofisticados piano-bares, night clubs, cassino, cinema e boliche.

A estação é formada por três montanhas  (Rochebrune, Mont d’Arbois, Jailet) que oferecem 124 pistas bem preparadas, servidas por 81 lifts, com canhões de neve nas principais pistas.

Megève tem desafios para todos os níveis de esquiadores, destaque para descida da Copa do Mundo de downhill e os  bumps. Com um único liftpass Domaine Evasion Mont-Blanc, é possível esquiar por todas as montanhas em Megève, e nas estações vizinhas Saint-Gervais-les-Bains, Combloux, La Giettaz, Saint-Nicolas-de-Véroce e Les Contamines-Montjoie, que juntas oferecem 445 km de pistas interconectadas. Sua altitude varia de 1.113m a 1.8350m.

A estação oferece atividades para todos: snowboard, esqui alpino e cross-country, trekking, patinação no gelo, snowshoeing, paragliding, entre outras atividades.

Para os pequenos, Megeve tem o The Piou Piou Club que ensina crianças a partir de 3 anos a começar a esquiar.

Hotelaria: Não há muitas opções de hotelaria ski in/out.

Como Chegar:
Aeroporto de Lyon – 2 horas
Aeroporto de Genebra – 1.15 h de carro

 

VAL D’ISERE – França

Ainda sobre as estações de ski na França, Val D’Isere é uma pequena cidade com cerca de 6.000 habitantes, situado no Vale do Manchet com altas montanhas de ambos os lados e do Rio Isère que passa por ele. O cenário em Val d’Isère é de tirar o fôlego e você terá uma verdadeira sensação de estar nas montanhas.

Originalmente uma pequena vila agrícola, Val d’Isère  tornou-se um moderno, elegante e movimentada Alpine Village. Ela cresceu em torno da igreja e sua bela cidade velha, que continua a ser o ponto central ainda hoje.

Val d’Isère é cheia de lojas, bares, restaurantes e atividades não-ski para manter todos ocupados a partir do momento em que você sair das pistas. A aldeia fica em local estratégico, permitindo se locomover de modo fácil, os ski lifts, rampas e centro da cidade são apenas poucos passos de distância. A noitada é animada, destaque para o Dick’s Tea bar e o Folie Douche.

Val d’Isere fica na região de Espace Killy, aonde divide com Tignes 10.000 ha de área esquiável, em 300km de excelente terreno delimitado para ski e snowboard, além das ótimas opções fora de pista.

Os meios de elevação mais avançados da Europa estão lá. É uma das estações de ski mais altas da Europa, o que lhe garante excelente neve. São 82 lifts localizados entre 1.550m a 3.456m de altura.

Os iniciantes contam com mais de 500 instrutores e tem no platô Solaise o melhor lugar para praticar. Esquiadores intermediários tem à disposição muitas pistas longas e rápidas. Para os experts recomendado os bumps em Solaise, e as descidas a partir da geleira Pissaillas e the Tour de Charvet.

Além do ski, a estação conta com snowmobiling, parasailing, tours de helicóptero , trenós puxados por cães, cross country skiing, snowshoeing, heliski

Quanto a hotelaria, o único Hotel que é praticamente ski in/out é o Les Barmes de L´Ours que está a alguns passos da pista.

Como Chegar:
2 horas e 40 min de carro do aeroporto de Lyon
3 horas de carro do Aeroporto de Genebra.

 

CHAMONIX – França

Nossa ultima selecionada da França (porém não menos importante) é Chamonix, localizada nos Alpes quase na fronteira com a Itália e com a Suiça. Uma cidade com vida própria e que oferece aos visitantes mais de 90 restaurantes de variada gastronomia, com destaque para o Restaurant Atmosphere. Sua rua principal é recheada de lojas descoladas de marca, casas especializadas em queijos, vinhos, exposições de arte. A vida noturna é vibrante, com muitos bares e nightclubs.

Chamonix é dominada pela impressionante silhueta do Mont Blanc, também chamado de Teto da Europa por ser a maior montanha do continente.

Considerada como uma das estações mais tradicionais da Europa, ela é constituída por seis diferentes áreas de ski, que permitem prática variada, além da descida impressionante de 22Km, para intermediários e avançados chamada Vallée Blanche.

São 175 km de pistas e 11 lifts, a uma altitude de 1.030m a 2.525 metros.

Iniciantes e Intermediários tem muitas oportunidades, mas é para os experts que são reservadas as melhores. O esqui e snowboard no vale de Chamonix é dividido em seis principais resorts, cada um com sua própria atmosfera específica e diversos terrenos. Os seis resorts são: Brevent, Flegere, Grands Montets / Argentiere, Les Houches e Le Tour.

Várias atividades como snowshoeing, paragliding, speed skiing, cross country skiing, hiking, dog sledding, ice skating podem ser praticadas. Um tour ao Plan de l’Aiguille situado a 3,842 metros oferece magníficas vistas panorâmicas do entorno.

Para as crianças: A partir de 3 anos, escola ESF oferece diversas atividades.

Quanto a hotelaria, não há Hotéis ski in/out.

Como Chegar:
Para chegar em Chamonix, são 2 horas do Aeroporto de Lyon e 1 hora e meia do Aeroporto de Genebra.

 

ITALIA

CORTINA d’AMPEZZO – Itália

Vamos conhecer as estações de ski da Itália? Cortina d’Ampezzo tem um charme único que se reflete em cada detalhe, desde a maravilhosa culinária local à sua aconchegante arquitetura. Considerada com uma das estações de ski mais elegante da Itália, seu centro possui calçamento de pedras, onde não é possível trafegar em automóveis. Há diversas opções de bares e ótimos restaurantes, lojas das marcas mais badaladas, galerias de arte, delicatessens e cafés. O après-ski conta também com bares como Enoteca e o Lovat, e as discotecas Hippo e Limbo.

As montanhas Dolomitas que cercam a estação formam o cenário perfeito para um dia de ski em suas longas pistas. As Dolomitas são de tirar o fôlego; Dramáticos penhascos rochosos vistos de todos os cantos! Ela tem três áreas principais de ski : Tofana, Cristallo e Faloria, e faz parte da Dolomiti Superki Area com acesso a mais de 668 pistas. Com o ski pass adequado tem-se acesso aos resorts Alpe di Siusi/Seiser Alm, Alta Badia, Alta Pusteria, Arabba, Bruneck-Kronplatz, Civetta, Corvara, Marmolada, Obereggen, Predazzo, San Martino di Castrozza, San Vito di Cadore, Val Gardena, Val di Fassa, Val di Fiemme and Valle Isarco.

Com pistas para todos os níveis de esquiadores, intermediários tem mais opções de escolha, enquanto que os avançados encontram os maiores desafios em Tofana, com a descida lendária Stratofana inaugurada nos Jogos Olímpicos de 1956. Destaque para descida Forcella Rossa e a Staunies na área Cristallo. Snowboarders irão encontrar desafios nas encostas de Cortina, com saltos, descidas de tirar o fôlego, e um número de trilhas de diferentes graus de dificuldade.

Além do ski tem patinação no gelo, sledding, cross country skiing, snowshoeing

Para as crianças, uma área chamada Socrepes, uma parte reservada e com o próprio lift para as crianças.

Quanto a hotelaria, não ha Hotéis ski in/out em seus 120km de pistas e 35 lifts que vão de 1.224m a 2.924m de altitude.

Como Chegar:
Para chegar em Cortina, como é carinhosamente chamada, são 3 horas do Aeroporto de Innsbruck, 2 horas do Aeroporto de Veneza e 1h50m do aeroporto de Treviso.

 

MADONNA DI CAMPIGLIO – Itália

Madonna di Campiglio é considerado um dos top resorts da Itália e tem um centrinho super charmoso. Abrigado em um recanto isolado no coração das Dolomitas de Brenta, com declives que levam a cidade a partir de ambos os lados do vale, a charmosa Campiglio tem uma atmosfera intimista, e convida o visitante a apreciar seus restaurantes premiados, bares, lojas de grifes, pizzarias e cafés atraentes. Vários bares como o despretensioso Cliffhanger, a discoteca Des Alpes, e o animado Zangola fazem a alegria après-ski.

Não perca o chocolate quente no Bar Suisse, o bar Stube oferece um carta completa de cervejas, e a Cantina Suisse para tomar cervejas varias e música ao vivo até tarde.

Madonna di Campiglio é parte da área Skirama Dolomiti Adamello-Brenta, com acesso a 380km de pistas de esqui, com 150 teleféricos variando entre 852m a 2.504m de altitude. Com ski pass apropriado oferece acesso à outros resorts como  Folgarida, Marilleva e Pinzolo, com paisagens deslumbrantes e desafiadoras pistas pretas. As pistas desertas de Pinzolo, com vistas deslumbrantes sobre a geleira Adamello, ficam a 25 minutos de ônibus.

Enquanto os esquiadores iniciantes tem bastante opções, a maiorias das pistas são intermediárias, longas e suaves pelo meio da floresta, principalmente em Folgarida e Marilleva. Esquiadores avançados irão se divertir nas longas pistas pretas, a partir dos topos de Spinale e Pradalgo, em direção à vila.

Se você é praticante de snowboard, vai se apaixonar pelo half pipe e se surpreender com o parque instalado para o esporte, que está entre os cinco melhores dos Alpes.

Além do esqui tem patinação no gelo, sledding, cross country skiing, snowshoeing, dog sledding, ski noturno.

Para as crianças: Daolasa Kids (Folgarida) é a maior área com magic carpet e descidas próprias para crianças.

Quanto a Hotelaria, não há opções de ski in/out, somente a alguns passos da gondola.

Como Chegar:

Para chegar la do Aeroporto de Innsbruck são 2h10, do Aeroporto de Veneza são 3h20 e do Aeroporto de Treviso, 3h10 minutos.

 

CERVINIA – Italia (Zermatt – Cervinia)

Nossa ultima estação escolhida da Itália é a Cervinia, estação de ski do lado italiano do Matterhorn (Monte Cervino).

Ótimo destino para pratica dos esportes de neve e entretenimento para toda família e amigos.

São 322 km de área de neve infinita que com 53 lifts começa em 1.562m, em Val-tournenche, envolve Breuil-Cervinia, e sobe a 3.480m no Plateau Rosa, tocando o pico de 4.000 m de Piccolo Cervino.

Não ha hotelaria ski in/out.

Para chegar do Aeroporto de Genebra são 2h40 e do Aeroporto de Turim são 1h30

 

AUSTRIA

LECH – Austria

Vilarejo tranquilo e com algumas excelentes opções de gastronomia, Lech fica perto de St Anton, preferida pelos jovens, em busca de après-skis animados.

A maior área esquiável da Áustria, completamente interligada por meios de elevação. Considerada o berço do ski alpino, Lech é procurada por esquiadores do mundo todo.

São 305 km de pistas, 87 lifts em uma altitude de 1.270m a 2.811 metros.

Quanto a hotelaria, o único hotel ski in/out é o Hotel Goldener Berg.

Como chegar:
Aeroporto de Innsbruck: 1h30
Aeroporto de Zurich: 2h10

 

 

SUIçA

ST MORITZ – Suíça

St Moritza não é apenas um ski resort, mas uma pequena cidade com vida e muitas opções de lazer.

Muito conhecida por receber visitantes VIPs que vem esquiar, é possível tambem assistir à polo na neve, se aventurar na Pista Cresta de bobsled e se divertir entre boutiques famosas e spas.  Suas ruas são charmosas e abrigam além das boutiques, restaurantes gourmet badalados, hotéis luxuosos, galerias de arte, museus, cafés, casas noturnas e um cassino.  Um lago congelado no inverno margeia o vilarejo.

Há uma linha de ônibus para transporte dos esquiadores nas proximidades.

A estação oferece poucas opções para iniciantes e muitas pistas com alto grau de dificuldade, além de paisagens estonteantes dos Alpes Suíços.

Algumas pistas não estão interligadas, fazendo com que o esquiador tenha que descer até a cidade para esquiar em outras regiões.

Para os esquiadores intermediários, um destaque à descida Piz Nair com 8km de extensão. Para os experts, os desafios são as trilhas fora de pista feitas com auxílio de guias.

Seus 350km de pistas com neve seca e fina em uma altitude entre 1.720m e 3.057m, são distribuídos entre 3 áreas: Corviglia, Corvatsch Silvaplana e Diavolezza Glacier.

Além do ski, St Moritz oferece equitação, patinação no gelo, trenó, alpinismo, snowshoeing, sledgind

Para as crianças, a Schweizer Skischule dá aulas de ski para os pequenos acima de 3 anos.

Quanto a Hotelaria, o destino praticamente não oferece hotéis ski in/out, apenas o Nira Alpina, que fica na montanha de Corvatsch.

Como chegar:
Aeroporto de Zurique: 3h40
Aeroporto de Milão: 2h40

 

ZERMATT – Suiça

Zermatt está situada aos pés do Mont Cervin, com paisagem cercada de montanhas e em especial pela imensa Matterhorn. Vilarejo tradicional com genuína atmosfera suíça, em estilo alpino, onde não é permitido o trafego de carros e a locomoção é feita basicamente a pé, de charrete ou taxi elétrico. Centrinho charmoso com algumas opções de lojas de grife, excelentes restaurantes, bares e night clubs.

Além da montanha Matterhorn, a cidade esta protegida por cerca de 38 picos que circunda a região.

Os 322km de pistas estão entre 1.562m a 3.899m de altitude e distribuídos entre três áreas : Sunegga-Rothorn, Gornergart-Stockhorn e Schwarzsee- Matterhorn. As pistas mais suaves se encontram em Gornergart, esquiadores intermediários e avançados encontrarão pistas em Sunnega, especialmente na longa Trifji. A neve powder de excelente qualidade, é devida às elevadas altitudes e à orientação face norte de várias das pistas.

A região mais alta, chamada Glacier aérea, possui ski inclusive no verão.

É possível esquiar até a cidade de Cervinia na Italia.

Quanto a hotelaria, apenas o Riffelalp 2222m, que está no alto da montanha a 10min da cidade é ski in/out.

Além do ski, Zermatt oferece snowboard,  snowmobile, patinação no gelo, tobogã, trenó, snowshoeing.

Para as crianças: A Stoked dá aulas para as crianças a partir de 2,5 anos, contando com professores especializados. Snowli Kid’s Village proporciona diversas atividades para as crianças.

Para chegar do Aeroporto de Zurique são 3h40 de carro, do Aeroporto de Genebra: 2h40 e do Aeroporto de Milão: 2h40

Algumas curiosidades sobre essa montanha é que: Nove das dez montanhas mais altas da Europa estão aqui; Teleférico de maior altitude; Neve Powder devido à elevada altitude e pistas face norte; temporada de esqui mais longa dos alpes.

 

VERBIER – Suiça

Verbier é um pequeno vilarejo animado e o preferido de jovens celebridades que gostam de boas opções de vida noturna. A vila oferece Restaurantes otimos, bares, nightclubs, lojas.

Entre os 4 night clubs, destaque para o Coco Club. Outras opções são Casbah, Le Farm Club e o The Coup d’Etat. Vários restaurantes com destaque para o La Vache e lojas são atrações para os visitantes.

Seus 412km de pistas esquiável entre 821m a 3.3330m de altitude engloba 4 vales (Verbier, Nendaz, Veysonnanze e Thyon) e é famosa por oferecer terrenos de alta dificuldade e atrair esquiadores e snow- boarders experientes, do mundo todo.

A área é totalmente ligada pelos lifts, quando as condições são favoráveis, apresenta uma descida de 15km, considerada uma das melhores do mundo. Para os esquiadores avançados, opções como a legendária Tortin, a trilha Les Attelas, as trilhas íngremes ao redor de Mont Gele, além do heliski. Iniciantes e intermediários encontram várias pistas na categoria azul e vermelha. Várias pistas de 4 a 5km estão disponíveis para os esquiadores cross-country.

Outras Atividades além do ski são: snowshoeing, paragliding, ice climbing, sledging, heliski, cross-country skiing.

Para as crianças: O Kid’s Club Verbier oferece aulas de ski para crianças de 3 a 6 anos.

Em relação a hotelaria, o único hotel ski in/out é o W Verbier.

Para chegar do Aeroporto de Genebra são 1h50 de carro.

 

GSTAAD

Gstaad é conhecida por ser um sofisticado e exclusivo destino de ski muito frequentado por artistas e personalidades europeias. Como complemento, o vilarejo ainda apresenta um bom centro de compras e variada oferta de gastronomia premiada, que vai muito além da clássica culinária suíça, além de lojas super badaladas.

No entanto, apesar de seu estilo e classe, Gstaad permanece genuinamente Alpina, e se orgulha de sua tradição, queijos artesanais e trenós de madeira são feito como no passado. Ao mesmo tempo, oferece uma gama de  opções de lazer de primeira classe e recreação no verão e no inverno. Mais de mil eventos culturais e esportivos estão disponíveis aos visitantes a cada ano. São 58 km de pistas e 17 lifts que vai desde 992m a 2.151m de altitude.

Gstaad é formada por vários pequenos resorts, interconectados entre si e com apenas 1 lift pass, é possível esquiar nos seus 220 km de pistas.

Várias atividades de inverno estão à disposição dos viajantes, como caminhadas na neve com snowshoe, sleddind, balonismos e heliski entre outras. O cross-country conta com mais de 150km de pistas para apreciar a paisagem.

Além do ski, Gstaad oferece balonismo, patinação no gelo, boliche, curling, paragliding, ótimos Spas, Lojas de Grifes Famosas, 2 restaurantes premiados, o Chesery e o Leonard’s, no hotel Bellevue. Um lugar animando, com uma boa música e ótimos drinques é o Snoasis bar/lounge, ótima opção para après-ski.

Para as crianças: Aulas de ski para crianças a partir de 3 anos são dadas pelo Snowli Kids Club.

Quanto a hotelaria, não ha Hotéis ski in/out.

Para chegar, do Aeroporto de Genebra são 1h50 de carro.

 

CRANS MONTANA – Suiça

Para finalizar nossa comparação entre as estações de ski, achei super bacana uma chamada Crans Montana, na Suiça. Um amigo ja havia comentado mas quando tive um treinamento sobre ela, me apaixonei. Uma courchevel mais “low profile”.

Localizado no sul dos Alpes Suiços, Crans Montana é dividida em três áreas bem conectadas entre si, Cry d’Er sendo a  maior delas, Violettes e Aminona, formando o maior resort da Suíça, e oferece pistas tranquilas, sendo a maioria para iniciantes e intermediários. Os esquiadores avançados, se encontram na descida Pista Nationale e vários itinerários fora de pista. Para o après-ski, vários restaurantes, bares e night clubs, cinema, boliche e cassino. As ruas concentram mais de 200 lojas entre as de grife como Bally e Hermès.

Outras Atividades:  Heliski, cross country skiing, paraglidind, balonismo.

Para as crianças: Três ski kindegarten oferecem aulas de ski para os pequenos.

Après Ski: Restaurantes, bares e night clubs, cinema, boliche ,cassino e lojas.

Como Chegar:
Do Aeroporto de Genebra são 2 horas de carro.

 

Durante o verão, a maioria dessas estações de ski se transformam em Campos de Golf, lugar para traking, escalagem, bicicleta com uma paisagem bem colorida!
Eu adoro aproveitar as estações de ski no verão… um parque inteiro para explorar.

E ai?
Achou a melhor estação de ski para voce?
Duvidas, pergunte!

 

Comentários

comentários



Paula Maluf

Paula Maluf
Ana Paula Cardoso Maluf, nascida em 1971 em São Paulo é consultora de viagem da agencia Teresa Perez e colunista da radio ConectCar SP RIO FM. Sempre gostou muito de viajar e afirma que é a melhor maneira de se investir o seu dinheiro. Nos últimos anos o avião se tornou sua segunda casa e então ela decidiu dividir suas dicas com seus amigos. Começou com uma novidade no Instagram, falando cada semana de um destino diferente que já foi. Depois veio o facebook e agora o Blog. Aproveitem!!!




Posts mais lidos



Instagram

🇧🇷 Reconhecido em todo o mundo, o Cirque du Soleil tem buscado constantemente evocar a imaginação, invocar sentidos e provocar emoções. Aqui em Montreal está passando o VOLTA e nós fomos conferir! É a história fascinante sobre a liberdade de escolha e a emoção de traçar a sua própria trilha. Nós adoramos a história! Vale a pena conferir! ----- 🇺🇸 Recognized throughout the world, Cirque du Soleil has constantly sought to evoke imagination, invoke senses and provoke emotions. Here in Montreal is passing the VOLTA and we went to check! It's the fascinating story about freedom of choice and the thrill of charting your own trail. We love the story! It is worth checking! #checkincompaulamaluf #paulamalufviagens #canada #montreal #oldport #cirquedusoleil #volta

Uma publicação compartilhada por Check In com Paula Maluf (@checkincompaulamaluf) em



Facebook