Mendoza, Argentina

Argentina > Destinos
19 novembro 2016

Aos pés da Cordilheira dos Andes está Mendoza, uma cidade localizada no oeste da Argentina. Esta região é responsável por quase 80% da produção de vinhos do país e há mais de cem vinícolas abertas à visitação. Além das vinícolas, a cidade ainda oferece muitos outros atrativos, como hotéis luxuosos, boa gastronomia, paisagens incríveis, esportes radicais, monumentos históricos.

mendoza-1595

 

HOSPEDAGEM

Muitas pessoas me perguntam onde ficar em Mendoza. Há duas opções de localização: Na cidade, próximo dos restaurantes e das lojinhas; ou na região das vinícola, onde estão pequenas pousadas super charmosas, com poucos quartos, com um visual incrível do vinhedo.  Agora onde ficar?  Isso só você pode decidir.

 

VINICOLA

Não tem como ir a Mendoza e não visitar no minimo 3 vinícolas. A região de Mendoza é uma das maiores produtoras de vinho no mundo. São pelo menos 1.200 vinícolas na região mas somente umas 100 recebem visitantes para conhecerem suas vinícolas e degustar de seus vinhos.

Algumas vinícolas oferecem várias opções interessantes, como almoços harmonizados com os vinhos oferecidos pelas vinícolas, degustações de azeites, passeios de bicicleta, cavalgadas, pic-nics, aulas diversas, harmonização, etc.

As vinícolas mais conhecidas exigem reservas que podem ser feitas pela internet tranquilamente. Não deixe de conhecer as vinícolas pequenas que podem oferecer uma experiência mais personalizada.

 

Nós visitamos algumas vinicolas como a Cavas Wine Lodge, que tambem é um hotel de luxo.  Almoçamos nesta vinicola e foi delicioso!

screenshot-2016-11-17-23-09-12

screenshot-2016-11-17-23-09-55

 

Outa vinicola que visitamos foi a Clos de los Siete, cujo o vinho é maravilhoso e a vinícola tem as casas milionárias dos 7 donos.

3-mendoza-1620

 

Visitamos mais uma vinicola chamada Doña Paula, mas essa não é aberta a visitação (uma pena pois ela é maravilhosa).

screenshot-2016-11-17-23-11-33

screenshot-2016-11-17-23-10-42

 

Fiz uma listinha das vinicolas mais requisitadas e que sao abertas a visitação em Mendoza.  Não conheci nenhuma delas mas já me disseram que são incríveis:

Catena Zapata – LUJAN DE CUYO – GRANDE PORTE – É uma das mais respeitadas pela qualidade dos vinhos e bem conhecida dos enólogos brasileiros. Muito procurada pelos turistas, precisa de reserva prévia. É uma das maiores exportadoras de vinhos da Argentina.

Achaval Ferrer – LUJAN DE CUYO – GRANDE PORTE – A vinícola se destaca na produção de vinhos Malbec de alta qualidade. Foi classificada como a “Vinícola do Ano de 2009″ pela revista Wine & Spirits.

Moët & Chandon – LUJAN DE CUYO – GRANDE PORTE – é uma das principais produtoras de espumantes do mundo. A Chandon em Mendoza foi a primeira filial da Moet & Chandon fora da França. Muito requisitada pelos visitantes, precisa de reserva prévia.

Luigi Bosca – LUJAN DE CUYO – MÉDIO PORTE – bodega tradicional, com mais de cem anos de existência. Se destaca pela tradição, alta qualidade (e alto preço) dos seus vinhos.

Pulenta Estate – JUJAN DE CUYO – PEQUENA – Uma vinícola boutique, com pequena e bem cuidada produção, com ótimo vinhos e boa atenção ao visitante.

Família Zuccardi – MAIPU – GRANDE PORTE – A Familia Zuccardi é uma das principais vinícolas da Argentina. A vinícola inovou a produção de vinhos na Argentina com produtos mais leves e aromáticos. O almoço harmonizado é maravilhoso. O almoço deve ser reservado com antecedência.

Carinae – MAIPU – FAMILIAR – Outra vinícola pequena e charmosa. Mantida por um simpático casal francês que tem grande paixão pelo vinho. Oferece atendimento personalizado e ótima degustação.

 

AVENTURAS

Além das vinícolas, Mendoza oferece uma grande variedade de turismo de aventura. Próximo ao Monte Aconcágua, aos pés da Cordilheira dos Andes, está a Lagoa Potrerillos e o Rio Mendoza. Ali é possível fazer rafting, andar a cavalo, andar de bicicleta, fazer caminhadas, alpinismo e escaladas. É só escolher qual te agrada mais.

Programa imperdível tanto pela qualidade do Rafting quanto pela praticidade e preço. O Rio Mendoza fica razoavelmente próximo de Mendoza (cerca de 1 hora). Sobre o preço, esteja certo que em outros países o preço de um Rafting será de 3 a 4 vezes mais caro. O valor do Rafting de 1 dia fica entre 350 a 500 pesos (cerca de US$ 50), existindo outras opções como o Rafting de 3 dias com acampamentos e refeições inclusas. Os pacotes incluem o translado, ou seja, as empresas te buscam e depois te levam até a sua hospedagem em Mendoza.

4-screenshot-2016-11-16-22-30-33

4-screenshot-2016-11-16-22-26-42

 

PARQUE GENERAL SAN MARTIN

O Parque General San Martin é o principal e mais antigo parque da cidade de Mendoza. Abrange 307 hectares de áreas cultivadas, 17 km de trilha e em 1986 se expandiu. Além do lindo portal de ferro na entrada, o parque tem um Zoológico, um Estádio de Futebol, um Anfiteatro, o Museu de Ciências Naturais e Antropológicas, Restaurantes, a Universidade Nacional de Cuyo, várias praças, lagos, chafariz, parques infantis e espaços para piqueniques e churrasco e até um clube de golfe. cos. Nos finais de semana, o parque é o ponto de encontro dos moradores.

O parque é limítrofe às avenidas Emílio Civit Park (norte), San Francisco de Assis (sul) e Boulogne Sur Mer (leste). Enquanto a cordilheira de Mendoza é o limite oeste.

6-screenshot-2016-11-16-22-34-35

6-screenshot-2016-11-16-22-37-21

 

RESTAURANTE TUPUNGATO DIVINO

Não é novidade que a cidade de Mendoza é um excelente lugar para apreciar bons vinhos e ótima comida.  Parece que ali todos os lugares – do mais simples ao mais sofisticado – são especializados na arte de comer e beber bem.

Um dos restaurantes que me marcou na visita a Mendoza foi o Tupungato Divino. Como o proprio nome diz, este restaurante é absolutamente divino. No meio de vinhedos no Vale de Uco, o restaurant oferece além de uma gastronomia deliciosa, uma vista panorâmica extasiante dos Andes nevados e o cume arredondado do vulcão Tupungato.

screenshot-2016-11-17-23-13-07

Propriedade de Pablo Cerutti e Sergio Viegas, vindos de Buenos Aires, eles decidiram mudar seu estilo de vida e desfrutar de uma vida mais simples, mais relaxada, e abriram o restaurante e um pequeno Bed & Breakfast. Isso ecoa nos visitantes que vêm aqui para relaxar, curtir e ficar longe de tudo. Os vinhos são da região do Valle de Uco e eles servem não só tapas, mas também saborosos pratos principais.

O restaurante não tem um menu convencional, e nem um menu fixo, cada prato é preparado com muito cuidado de acordo com a estação e o que a horta fornece.  Para o prato principal há várias opções como carne de porco, frango ou carne de vaca e massas artesanais recheada de cervos, de salmão, de aspargos, de abóbora ou de mussarela.   —–   One of the restaurants that marked me during my visit to Mendoza was the Divine Tupungato. The restaurant does not have a conventional menu, and neither a set menu, each dish is prepared very carefully according to the season and what the vegetable garden provides. For the main course there are several options such as pork, chicken or beef and some homemade pasta with various kind of fillings. #checkincompaulamaluf

screenshot-2016-11-17-23-13-56

 

ESCORIHUELA GASCON VINICOLA & RESTAURANTE 1884

Como disse anteriormente, Mendoza é muito famosa por seus vinhos e gastronomia. Dentro da cidade está uma das mais famosas vinícolas da Argentina chamada Escorihuela Gascon.

screenshot-2016-11-17-23-14-54

Aqui está o restaurante 1884, o primeiro restaurante argentino a funcionar dentro de uma bodega.  O nome 1884 se refere à data de construção da bodega. O restaurante já foi eleito o 7º melhor restaurante do mundo em 2002.   O comando da Casa fica por conta do famoso Chef Argentino Francis Mallmann, que já ganhou prêmios de gastronomia internacional, escreveu livros e apresenta programas de TV.

Mesmo tendo perdido o título de 7º melhor restaurante do mundo, o lugar continua altamente recomendável. O serviço é impecável, a comida é fantástica e o ambiente clássico é aconchegante, com uma certa áurea de mistério.

Há a opção de sentar nos salões ou no pátio central, que é todo aberto. Uma pena que choveu no dia em que fomos. Sentar sob as estrelas poderia dar um tempero ainda mais especial…

screenshot-2016-11-17-23-16-15

 

RESTAURANTE ALMACEN DEL SUR

Na fazenda, a 15 minutos da Mendoza capital, apresentou uma proposta para os amantes da boa vida.
Uma atmosfera elegante, acolhedora e íntima irão apreciar as qualidades de uma cozinha aberta e desfrutar de uma experiência gastronómica única e especialmente concebido com os sabores da Loja Almacen del Sur. Uma combinação simples e única de diferentes sabores e aromas acompanhada por um serviço orientado a cada passo, abra o jogo dos sentidos para o infinito potencial ao longo das rotas do vinho.

Como parte da visita pode saborear produtos que ainda não foi lançado e ser parte do processo de exigência de testes de nossa linha.
Com aqueles que nos visitam são impressões precisas de sabores e aromas que, juntos, a exuberância de um bom vinho e da presença inesquecível da montanha, são um tesouro da memória

screenshot-2016-11-17-23-17-01

 

QUANDO IR

Mendoza encontra-se numa região de deserto, com clima semiárido, seco e com poucas chuvas. As estações do ano são bem definidas. O verão tem dias quentes e noites amenas. Já no inverno o frio é rigoroso e é comum nevar. A melhor época para viajar é no final do verão, época da colheita, quando as temperaturas estão agradáveis, os vinhedos bem verdes e cheios de uva, mas isto não significa que as outras épocas não sejam boas para viajar. Se você for na última semana de fevereiro ou na primeira de março vai ter a chance de presenciar eventos típicos relacionados à Festa Nacional da Vendimia.

Escorihuela Gascón

Visitar a Escorihuela Gascón, uma bodega fundada em 1884, uma das mais antigas de Mendoza, é imperdível. Primeiro pelos seu vinhos, depois pela sua estrutura, pela sua proximidade do centro de Mendoza, pelo seu valor histórico e por sua beleza do espaço. Isso tudo faz valer a visita a essa bodega. Imponente e com decoração clássica dá para imaginar o tempo e 
dedicação que já foi dado ao lugar. Sensação de voltarmos no tempo. O tour é rápido, mas com muita história envolvida. Não há acesso a nenhuma área de produção. Em 1910, celebrando o primeiro centenário da Revolução de Maio, Don Miguel encomendou à França um tonel de 63.000 litros, integralmente talhado em carvalho de Nancy, com a imagem de 
Dionísio, deus grego do vinho, que é uma das atrações da bodega (primeira foto). Outra atração imperdível é o restaurante 1884 de Francis Mallmann, que só funciona para jantar, e é considerado um dos melhores da Argentina. A visita torna-se interessante para se conhecer a história da 
Bodega/família que comanda a Escorihuela. Esse restaurante, iremos conhecer muito em breve e conto tudo pista vocês. 

Azafrán Nosso primeiro jantar foi no restaurante Azafran, indicado como um dos melhores restaurantes de Mendoza. Ambientado em um velho armazém tem estílo rústico com toques de sofisticação, se tornando muito popular e querido na cidade. O chef ablo Ranea utiliza produtos nativos de primeiríssima qualidade inspirando seus sabores e estilo na cozinha internacional. Pode-se escolher entre o menu-degustação com harmonizaçãodo sommelier, ou pedir à la carte. Nós jantamos dentro da Adega onde tinha somente uma mesa. Os clientes entram e podem escolher direto da prateleira o seu vinho. A cava abriga mais de 450
rótulos de mais de 80 vinícolas. O jantar estava perfeito, com excelentes escolhas de vinhos e uma comida espetacular!

Cuvelier Los Andes

Cuvelier Los Andes é uma moderna vinícola focada em vinhos argentinos elaborados ao estilo francês do Velho Mundo. Sua historia começa na França em 1804 com o comerciante de vinhos Henri Cuvelier, muito antes de Mendoza onde seus descendentes continuaram sua paixão pelo vinho ao longo das várias gerações. A vinícula pertence a Clos de los Sete, um projeto audacioso dos enólogos franceses Michelle Rolland e Jean-Michel Arcaute onde convenceram cinco franceses ligados ao mundo de Baco e de sobrenomes famosos a produzir vinhos na Argentina onde todos os investidores teriam vinhedos lado a lado, forneceriam uvas para um vinho comum, chamado de Clos de los Siete, e elaborariam seus próprios rótulos, com consultoria de Rolland. A vinícola foi concebida com simplicidade e esta dividida em setores – uma para tanques, uma para barricas, e a terceira para garrafas.



1884

Mendoza é um excelente lugar para apreciar bons vinhos e ótima comida. Hoje fomos conhecer o 1884. O restaurante nasceu como uma homenagem aos vinhos de Mendoza e a culinária andina inca, em 1996. O nome 1884, aliás, se refere à data de construção da bodega. Foi o primeiro restaurante a funcionar dentro de uma bodega. A cozinha é comandada pelo prestigiado chef de cozinha argentino Francis Mallmann, que já ganhou prêmios de 
gastronomia internacional. No porão de 1884 existem mais de 600 rótulos de vinhos argentinos, e doze mil garrafas, quase todas disponíveis para venda. O serviço é impecável, a comida super saborosa junto a um ambiente clássico e muito aconchegante. Definitivamente um “must go”

Bodega Domaine Bouquet

Para hoje, a vinícola escolhida foi Domaine Bousquet. A localização é super privilegiada, com vista da Cordilheira dos Andes. Com 110 hectares está
localizada no vale Gualtallary, a uma altitude de 1200 metros (4.000 pés), o que a torna a vinícola de maior altitude de Mendoza e do mundo. A família Bousquet é originaria do sul da França, da cidade de Carcassonne com muito prestígio em vinificação. A vinícola apresenta como seu principal destaque a produção de vinhos completamente orgânicos, sem uso de
fertilizantes químicos e defensivos agrícolas. Os vinhos orgânicos são naturais e tão bons quanto outros quaisquer, desfazendo qualquer dúvida. Até mesmo porque atendem a processos rigorosos e bem pensados para obter vinhos de qualidade internacional. A paisagem é magnífica, o tour é muito esclarecedor, e degustamos vários tipos diferentes de vinhos. Vale a visita para entender a diferença de uma bodega e uma bodega orgânica! O almoço foi no restaurante Gaia, uma comida delíciosa! Foi lá que degustamos os vinhos da vinícola. 


PUBLICIDADE